VER HISTÓRIA

3ªSÉRIE

ENSINO MÉDIO

ATIVIDADES

 

   

 

   

 

 

 

     
     

at.: cartazes nazistas (para 10/02)

 

Escolha 3 (três) cartazes de propaganda nazista em qualquer das listas abaixo e faça uma leitura de imagem.

 

 

Consulte os cartazes:

http://www.bytwerk.com/gpa/posters3.htm

http://www.bytwerk.com/gpa/posters2.htm

http://www.bytwerk.com/gpa/posters1.htm

http://www.calvin.edu/academic/cas/gpa/postcard.htm

http://www.calvin.edu/academic/cas/gpa/thumb.htm

http://www.calvin.edu/academic/cas/gpa/lehmann.htm

http://www.calvin.edu/academic/cas/gpa/politart.htm

 

COMO FAZER UMA LEITURA DE IMAGEM:

 

1. Descrição 
1.1. Espaço (refere-se aos elementos mais abrangente da descrição, ou seja, o espaço em que todos os outros elementos representados se encontram)
1.2. Estrutura (refere-se aos elementos como edifícios, casas, árvores, montanhas, ou seja, tudo o que se sobressai do espaço)
1.3. Agentes (refere-se ao homem e outros elementos a ele relacionado, como uma cadeira, uma mesa, roupa, objetos, utensílios etc)
2. Problematização
2.1. Pontual (a partir da descrição de um elemento da imagem)
2.2. Geral (a que diz respeito a todos o elementos da imagem e que tenta compreendê-la integralmente a partir da sua descrição pessoal)
3. Conclusão
3.1. Uma boa conclusão é aquela que respeita os dois passos anteriores e que somente conclui aquilo que foi descrito e problematizado.

 

Veja Mais!

A Alemanha nazista na visão de Bertolt Brecht

PORTAL EDUCACIONAL

              IND   DLP   GRU

 

     
     

  at.: fascismo italiano (para 22/02)     

1) A lista de frases e lemas fascistas reproduzidas abaixo foram pichadas nos muros das cidades italianas durante o governo fascista de Benito Mussolini (1922-43). A partir das frases, defina as características da ideologia fascista:

 

"As mulheres italianas têm dado prova infinita de sua coragem" / "É preciso  cuidar da raça desde a maternidade e a infância" / Os povos fecundos chegam rapidamente ao Império". Os povos que abandonam a terra estão condenados à decadência" / "As nações sólidas, as nações firmes, são aquelas que estão apoiadas na terra" "Na Itália fascista, o capital vive sob ordens do Estado" / "Também com o trabalho cotidiano, miúdo e apagado, faz-se grande a Pátria" O Império pede disciplina, coordenação de esforço, deveres e sacrifícios" / "Esta é a época em que é preciso sentir orgulho de viver e de lutar" / "A Itália deseja a paz, mas não teme a guerra"

 

2) Qual a origem e significado do termo "fascismo"? (a imagem ao lado ilustra a ideia)

3) O fascismo aportou no Brasil nas décadas de 20 e 30. Faça uma pesquisa sobre a Ação Integralista Brasileira (AIB) e responda:

a) Em que momento histórico brasileiro a Ação Integralista Brasileiro?
b) Quais os objetivos da AIB? Quem era seu líder? Como difundiam seus ideais? Como se vestiam? Como se comportavam?
c) Há influência do fascismo italiano na AIB? Justifique.

              IND   DPL   GRU

 

     
     

 at.: CELEBRAÇÃO DAS MASSAS (para 00/00) 

  

Leia o texto Celebração das massas, de Alcir Lenharo, e responda as questões a seguir:

 

1) Como a psicologia colabora na compreensão da identidade nazista? 

2) Qual o objetivo de uma propaganda publicitária? Explique os recursos utilizados para convencer o consumidor.

3) A propaganda publicitária em nossos dias tem alguma semelhança com a propaganda nazista? Explique.

4) Como emoção e racionalidade combinavam-se nas manifestações nazistas?

5) Como participantes de uma manifestação coletiva, que reúne milhares de pessoas, os homens assumem uma identidade também coletiva. É o fenômeno denominado "homem-massa" por Wilhelm Reich.

   a) Nos dias de hoje, quais são as circunstâncias em que ocorre o aparecimento do homem-massa?

   b) Como tal fenômeno está relacionado com a violência urbana verificada nas grandes cidades do mundo?


              IND   DPL   GRU

 

     
     

 at.: Segunda guerra mundial (para 00/00)

       Atividade realizada em sala de aula.

 

 

 

 

 

 

              IND   DPL   GRU

 

     
     

 at.: Criação da onu (para 00/00)

      Fundada em 24 de outubro de 1945, na cidade de São Francisco (Califórnia – Estados Unidos), a ONU (Organização das Nações Unidas) é uma organização constituída por governos da maioria dos países do mundo. É a maior organização internacional, cujo objetivo principal é criar e colocar em prática mecanismos que possibilitem a segurança internacional, desenvolvimento econômico, definição de leis internacionais, respeito aos direitos humanos e o progresso social. Quando foi fundada, logo após a Segunda Guerra Mundial, contava com a participação de 51 nações. Ainda no clima do pós-guerra, a ONU procurou desenvolver mecanismos multilaterais para evitar um novo conflito armado mundial. Atualmente, conta com 192 países membros, sendo que cinco deles (Estados Unidos, China, Rússia, Reino Unido e França) fazem parte do Conselho de Segurança. Este pequeno grupo tem o poder de veto sobre qualquer resolução da ONU. Nesta atividades pesquisaremos a história das organizações internacionais e as particularidades da atual Organização das Nações Unidas (ONU).

1) Qual o significado do símbolo (acima) da ONU ao representar a Terra?

2) Os avós da ONU: Congresso de Viena e Liga das Nações

3) Faça uma pesquisa e apresente organizações internacionais que não pertencem a ONU.

4) Eleja três agências da ONU e explica  suas funções.

5) Na sua opinião, a ONU tem de fato poder supranacional e consegue com isso disciplinar as regras e as condutas das relações internacionais entre os países? Justifique sua resposta.

Leia Mais!

Artigo: Origem e Classificação das Organizações Internacionais

              IND   DPL   GRU

 

     
     

  at.: "REVOLUÇÃO DE 30" (para 00/00)

       Atividade realizada em sala de aula.

              IND   DPL   GRU

       

 

   

at.: Construção da ideologia trabalhista de vargas (para 03/03)

 

Discutir a ideologia do trabalhismo em Vargas é importante para entender que um Estado sempre está a serviço dos interesses de uma classe social, no caso, Vargas atendia aos interesses da elite brasileira (burguesia industrial e oligarquia agrária), mas sua imagem pública estava associada a do "protetor dos trabalhadores"; portanto, construiu-se aqui o mito do trabalhismo. Mas como é possível fazer essa inversão de significado? Desde o início de sua trajetória política nacional, Getúlio Vargas foi considerado um líder, mas foi durante o Estado Novo que se construiu e fixou sua imagem popular e mesmo carismática de Vargas, como "protetor" de pobres e trabalhadores. O Estado Novo pôs em funcionamento uma máquina de propaganda, o DIP, que buscou conquistar para o regime e para o presidente a adesão e o apoio das classes trabalhadoras. A democracia social, a valorização do trabalho e do trabalhador estariam existindo graças à figura do presidente. Foi com essa associação entre a obra e o líder que se criou a mitologia getulista, expressa na imagem do "pai dos pobres". A ideologia política centrada na figura do presidente, em sua obra social e em sua relação direta e pessoal com os trabalhadores foi sendo construída dentro do Ministério do Trabalho, principalmente depois de 1942. Foi fundamental nesse processo o papel do Ministro do Trabalho Alexandre Marcondes Filho, que dirigiu a montagem do sindicalismo corporativista, articulou a invenção da ideologia trabalhista e se envolveu na criação do Partido Trabalhista Brasileiro.


Leia o texto "Antídoto para a luta de classes" de Adalberto Paranhos (veja seção "Textos") e as imagens anexas, e responda as questões a seguir:


a) Qual o significado do cartaz de propaganda getulista (última imagem do texto)?
b) Por que o governo de Vargas procurou mostrar a todos os brasileiros que as leis trabalhistas "outorgadas" foram obra da generosidade de Getúlio Vargas e um marco sem igual na nossa história?
c) O que implica para a cidadania ter "leis trabalhistas concedidas pelo Estado", e não "leis conquistas pelos trabalhadores"?
d) Explique a afirmação do texto: "ao proceder à glorificação do Estado - e de Vargas, sua personificação - como o agente que zelava e velava pelos interesses dos trabalhadores, a ideologia do trabalhismo jogava a favor da reafirmação da incapacidade política das classes trabalhadoras."
e) Há quatro formas de relação entre o Estado e o povo: a paternalista, a militarista, a cidadã e a do educador? Qual se encaixaria melhor para definir o governo de Vargas (1930-45)? Justifique.
f) Como podemos justificar a seguinte tese para o governo Vargas: "Tudo para o povo, mas sem o povo".
g) Afinal, Vargas esteve a favor do capital ou do trabalho? Justifique.  
 

              IND   TRIO   GRU

 

     
     

  at.: LEGISLAÇÃO TRABALHISTA: DE VARGAS AOS NOSSOS DIAS (para 00/00)

Em 1º de maio de 1943, Getúlio Vargas sancionou a Consolidação  das Leis do Trabalho (CLT), que desde então passou a reger todos os contratos de trabalho no Brasil. Ao longo de quase seis décadas, a CLT foi mantida sem alterações. Na década de 90, no governo do presidente Fernando Henrique Cardoso (1995-2002), sob a onda neoliberal, tentou aprovar uma flexibilização nas regras da CLT, mas não obteve sucesso desejado no tramite da aprovação no Congresso. No governo Lula (2003-2010), ensaiou-se uma "atualização da CLT" mas as negociações não encontraram um ponto de consenso para conciliar interesses entre capital e trabalho, como consequência pouco foi alterado da CLT. Recentemente, o governo Temer aliado ao Congresso conseguiu aprovar uma ampla reforma da CLT apesar de ainda se encontrar em discussão na sociedade brasileira. Vamos agora aprofundar esse debate histórico sobre consolidação e reformas da CLT, respondendo:

a) Pesquise e defina as principais medidas da CLT instituída originalmente por Vargas?

b) Pesquise e defina o principal objetivo da reforma da CLT por FHC.

c) Pesquise e defina as poucas alterações da CLT promovidas durante o governo de Lula?

d) Pesquise e defina a recente reforma promovida por Temer.

e) Faça um balanço sobre os interesses, as necessidades e disputas que envolvem uma reforma da CLT.

 

Leia Mais!

https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/12873/12873_6.PDF

              IND   DPL   GRU

 

     
     

  at.: guerra fria, propaganda e tecnologia (para 00/00)

       Atividade realizada em sala de aula.

              IND   DPL   GRU

       

 

AT.: CUBA: HISTÓRIA E REVOLUÇÃO (PARA 00/00)

Para pensar a trajetória dos países latino-americanos na década 60 é preciso entender um marco histórico que mudou a atitude dos norte-americanos com os países vizinhos. Para manter viva a Doutrina Monroe ("A América para os americanos") e não perder a influência política e econômica no continente, os norte-americanos não poderiam deixar que os demais países seguissem o exemplo da Revolução Cubana. A CIA banca e presta auxilio financeiro para os golpes e implantação das ditaduras nos países americanos, inclusive no Brasil. Para entender o tema leia o texto "Cuba: história e revolução" (veja seção 'textos') e responda as questões abaixo:

a) Afinal, a Independência cubana da Espanha deve ser atribuída aos norte-americanos ou aos próprios cubanos? Justifique.

b) O que foi a "Emenda Platt" de 1901?

c) A "Emenda Platt" relaciona-se à política externa dos Estados Unidos na época, o chamado Big Stick. Pesquise e defina essa política.
d) Quais fatores internos e externos que levaram ao processo revolucionário cubano?
e) Quais os problemas enfrentados para a consolidação da Revolução Cubana?
f) O que foi a "Crise dos Mísseis"? 
g) Explique a frase: "O embargo estadunidense aos cubanos não se justifica pela Guerra Fria."
h) Qual a atual situação cubana? Como você pensa o futuro de Cuba?

 

LEIA MAIS!

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2016/12/midia-construiu-imagem-fidel-castro-revolucao-cubana.html

              IND   TRIO   GRU

       

 

   

AT.: POPULISMO (para 07/04)

  

Leia o artigo "Senhores populistas, ao contra-ataque!" (veja seção "Textos"), faça pesquisa sobre  o assunto se achar necessário e responda as questões abaixo:

a) O que é populismo?
b) Como o populismo ocorre na Europa?
c) Como o populismo ocorre na América Latina?
d) Segundo Alexandre Brandão da Veiga, o "populismo não 'existe quando se pretende agradar aos  povos. Toda a política seria, pelo menos numa democracia, manchada desta qualificação. Não há populismo em acréscimo quando se agrada aos povos. Todos os partidos majoritários seriam assim os mais populistas". Nesse sentido, há populismo na América Latina?
e) O populismo favorece a democracia? Justifique.

 

              IND   DPL   GRU

       

 

   

AT.: PROPAGANDA DO PERÍODO JK (para 19/04)

 

 JK assume a Presidência da República em 31 de janeiro de 1956. Sua administração foi marcada por um cunho modernizador e desenvolvimentista. Seu governo inaugura uma era pós-Getúlio Vargas, conseguindo criar uma imagem positiva de mudança, com o surgimento de músicas e modas de bossa-nova. A partir de 1956, JK implantou seu novo programa de metas, apoiado pelo slogan "Cinquenta anos em cinco". O Plano Nacional de Desenvolvimento, conhecido como "Plano de Metas", abrangia vários setores, tais como energia, transporte, alimentação, educação, implantação de indústria automobilística, além de outros incentivos à industrialização. O Plano estimulou o crescimento e a diversificação da economia.

Nesta atividade vamos tratar de uma aspecto específico do período JK, as propagandas publicitárias das empresas da época com fins comerciais (não se trata propriamente aqui de propaganda produzidas por seu governo). Os historiadores vêm incluindo a imagem como fonte documental para os estudos históricos. Entre os tipos de imagem, há aquela utilizada como peça publicitária, o que a torna um material singular para entender a cultura material, a tecnologia, os ideais, os modos de vida, os costumes, a moral, o imaginário, etc., de uma sociedade em um determinado contexto histórico. Leia as imagens de propaganda (veja seção "Imagem") e identifique nelas as ideias e características relacionadas à política e à sociedade do período do governo de Juscelino Kubitschek (1956-1961).

              IND   DPL   GRU

       

 

   

AT.: eua e América latina: casos zelaya, lugo e maduro (para 00/00)

  

O documentário "O dia que durou 21 anos" (2009) sobre a participação dos  Estados Unidos no Golpe militar deflagrado contra o governo democrático de João Goulart, em 1964, pode-se acreditar que tal intervenção deliberada deste país seja coisa do passado de um momento histórico turbulento, sinistro e paranoico da Guerra Fria.

Tomaremos três episódios recentes da América Latina para pensarmos o papel desempenhado pela política externa dos Estados Unidos em nossa região: o não reconhecimento da vitória de Maduro na eleição venezuelana (2013); o golpe contra o presidente paraguaio Fernando Lugo (2012); e o golpe militar contra Manuel Zelaya em Honduras (2009). Leia as indicações abaixo ou faça sua própria pesquisa, em seguida, escreva uma reportagem corpulenta observando o desempenho recente da política internacional de Washington na América Latina.

 

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=137903&id_secao=7

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/mundo/ft1708200912.htm

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=186867&id_secao=7

http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,com-impeachment-de-lugo-paraguai-perde-participacao-no-mercosul

http://www.cartamaior.com.br/templates/postMostrar.cfm?blog_id=6&post_id=1231

http://www.dw.de/eua-pedem-recontagem-de-votos-na-venezuela/a-16754391

              IND   DPL   GRU

       

 

  AT.: DOCUMENTÁRIO: "O DIA QUE DUROU 21 ANOS"(PARA 03/05)

Em ritmo de espionagem, o filme revela como o governo dos EUA patrocinou e apoiou golpe civil-militar no Brasil, em 1964, derrubando o presidente João Goulart, eleito democraticamente. O filme traz documentos top secret recentemente liberados e áudios originais da Casa Branca pelo Departamento de Estado e da CIA, que revelam como embaixador dos EUA, Lincoln Gordon, planejou o golpe militar com o aval dos presidentes John F. Kennedy e Lyndon Johnson. Assista ao documentário "O dia que durou 21 anos" e responda:


a) Por que os Estados Unidos apoiaram o golpe civil-militar no Brasil?

b) Como efetivamente os EUA participaram do processo?

c) Por que os brasileiros envolvidos no Golpe aceitaram a interferência norte-americana?

d) Setores políticos e sociais do Chile pediram que o presidente Barack Obama, em visita em 2011, se desculpasse publicamente sobre a participação dos Estados Unidos no golpe militar chileno (1973) e o apoio ao ditador chileno Augusto Pinochet (1974-1990). Redija uma carta endereçada à embaixada norte-americana e explique os motivos para que os Estados Unidos façam o mesmo em relação ao Brasil.

 

 IND   DPL   GRU

       

 

   

AT.: GOLPE DE 1964: CONSTRUÇÃO DAS MEMÓRIAS (PARA 00/00)

 

     Produção de vídeo a partir de entrevistas (duas por aluno) para reunirmos um material e formatarmos um trabalho para apresentar para toda escola, que terá como nome: "Eu me lembro de 1964", portanto todo rápido diálogo deve priorizar a experiência pessoal dos entrevistados e deverá iniciar com a seguinte pergunta: "o que você lembra de 1964?"

O roteiro básico de questões ao entrevistado:

a) Quantos anos você tinha na época da Ditadura no Brasil?

b) O que você lembra deste período?

c) O que mudou na sua vida com implantação da Ditadura Militar? (se for pessoa mais idosa)

              IND   TRIO   GRU

       

 

   

AT.: CHARGE POLÍTICA (PARA 21/06)

 

     Gênero textual relacionado com o humor, as charges constroem seus significados a partir da relação entre linguagem verbal e não verbal. Ao analisarmos uma charge, podemos perceber que nela estão inscritas diversas informações construídas a partir de um interessante processo intertextual que obriga o interlocutor a fazer inferências e a construir analogias, elementos sem os quais a compreensão textual ficaria comprometida. O leitor em seu primeiro contato pode até pensar que a charge seja apenas um quadrinho engraçado e inocente, mas basta uma leitura mais cuidadosa para perceber que estamos diante de um gênero textual riquíssimo, capaz de tecer critica ácidas à personalidades, processos políticos, sociedade, valores morais, concepções de vida entre outros temas relevantes. Seu principal objetivo é estabelecer uma opinião crítica e, através dos elementos visuais e verbais, persuadir o leitor, influenciando-o ideologicamente.

Faça uma pesquisa e eleja duas charges para cada tema abaixo:

 a. Ditadura Militar no Brasil (1964-1985)

 b. Comissão da Verdade (2012-14).

Em seguida, faça uma análise individual dos significados e metáforas sobre as respectivas peças escolhidas. Como dica para pesquisar as charges referentes ao período do Regime Militar (1964-1985), associe aos nomes de Ziraldo, Carlos Zéfiro, Henfil, Jaguar, Lopes, Claudius, Orlando Mattos, Biganti, Hilde, Augusto Bandeira ou Revista Pasquim.

              IND   DPL   GRU

       

 

   

  AT.: A MÍDIA E O GOLPE DE 64 (PARA 19/05)

A interpretação de que a derrubada do presidente João Goulart em 1964 não foi obra apenas de militares, mas contou com a participação de empresários, organizações e representantes católicos, embaixada norte-americana e, estridentemente, a grande mídia; é amplamente aceita, porém se ignora com frequência que muitos dos veículos de comunicação que apoiaram o Golpe em 64 continuam em atividade e o tempo tratou de desassociá-los do triste episódio da recente história brasileira.

Leia o dossiê "Mídia e golpe de 64" e os artigos selecionados abaixo e escreva um artigo com o tema: "Mídia, ética e história".

http://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/A-midia-e-o-golpe-militar-de-64/4/16829 http://www.diariodocentrodomundo.com.br

http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/A-grande-midia-e-o-golpe-de-64/4/14698

http://observatoriodaimprensa.com.br/armazem-literario/_ed787_a_midia_e_o_golpe_de_1964/

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-acao-dos-grandes-jornais-pro-golpe-milita

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100007 

http://blogdomariomagalhaes.blogosfera.uol.com.br/2014/03/31/19-capas-de-jornais-e-revistas-em-1964

 

              IND   DPL   GRU

       

 

   

AT.: músicas pró e contra a ditadura (para 09/06)

Quando o Golpe Civil-Militar foi deflagrado, em 1964, ironicamente o Brasil tinha na época, os movimentos de bases político-sociais mais organizados da sua história. Sindicatos, movimento estudantil, movimentos de trabalhadores do campo, movimentos de base dos militares de esquerda dentro das forças armadas, movimentos culturais; todos estavam engajados e articulados em entidades como a UNE (União Nacional dos Estudantes), o CGT (Comando Geral dos Trabalhadores), o PUA (Pacto da Unidade e Ação), etc, as quais tinham grande representatividade diante do destino político da nação. Com a implantação da Ditadura, todas essas entidades foram asfixiadas, extintas ou caíram na clandestinidade. Em 1968, os estudantes continuavam a ser os maiores inimigos do Regime Militar. Reprimidos em suas entidades, passaram a ter voz através da música. A Música Popular Brasileira (MPB) começa a atingir as grandes massas, ousando falar o que não era proibido à nação. Diante da força dos festivais da MPB, no final da década de sessenta, o Regime Militar vê-se ameaçado e, da mesma maneira, utilizou a música para fazer propaganda a favor do governo.       

Faça uma leitura das músicas "Roda-viva" de Chico Buarque e "Eu te amo, meu Brasil" de Dom e Ravel, e aponte suas diferenças temáticas (como se critica e, por outro lado, como se elogia a Ditadura).

https://www.vagalume.com.br/chico-buarque/roda-viva.html

https://www.vagalume.com.br/os-incriveis/eu-te-amo-meu-brasil.html

 

VEJA MAIS!

Documentário "Uma noite em 67"

IND   DPL   GRU

       
     

 at.: conflito Israel e palestina (para 00/00)

O estado de Israel nasceu em 1948, há 68 anos atrás, por decisão da ONU. Mas, o nascimento não foi bem-vindo, pelo menos para os árabes palestinos, que foram obrigados a ceder suas terras. Os judeus sonhavam em ter uma nação bem antes da Segunda Guerra. Com as consequências do Holocausto, resolveram realizar o sonho a qualquer custo. Alguns acham que eles promoveram o holocausto palestino. Os britânicos também tiveram uma parcela de culpa, pois tomaram a Palestina dos turcos, durante a I Guerra Mundial e não conseguiram resolver os problemas da região. Por enquanto, a guerra entre árabes e judeus é um conflito sem fim.

Entender o atual conflito Israel e Palestina a partir da criação do Estado de Israel é proposta desta atividade, na qual cada aluno, após assistir um dos documentários "O Nascimento de Israel" (BBC, 2008) ou "A História do Sionismo" (Israel, 2009), deverá redigir um discurso para ser apresentado em um fórum de discussão internacional, como na ONU, defendendo uma posição explicativa e uma solução para o problema.

              IND   TRIO   GRU

       

 

   

  AT.: EUA E O FIM DA GUERRA FRIA (PARA 00/00)

Na época da Guerra Fria, o poder das armas valia mais que o poder do dinheiro. O cenário mundial estruturava-se em torno das grandes potências nucleares. O Ocidente – essa expressão geopolítica que abarca os Estados de economia de mercado, tanto ocidentais como orientais – organizava-se em torno da hegemonia dos Estados Unidos, cuja liderança militar formava par com o seu incontrastável poderio econômico.

O fim da Guerra Fria embaralhou as cartas do jogo planetário. A dissolução do bloco soviético, uma aparente vitória da superpotência da América do Norte, descortinou realidades novas, que prefiguram o próximo século. O poder mundial tende a se concentrar em macroáreas do hemisfério norte que aglutinam a riqueza e a capacidade de inovação tecnológica. A economia mundial globalizava-se e, simultaneamente, fragmentava-se em blocos regionais. A partilha do mercado mundial envolve as estratégias das grandes corporações econômicas e as políticas externas dos Estados. Por ora, direcionaremos nossa análise exclusivamente para as questões trazidas pelo fim da Guerra Fria para os Estados Unidos.

Leia o artigo "O gigante global em crise de identidade", de Gilberto Dupas, e responda:

a) Relacione o fim da Guerra Fria com o cenário geopolítico na perspectiva dos Estados Unidos.
b) Discuta a ideia: "os Estados Unidos após a Guerra Fria precisaram inventar um novo inimigo”
c) Por que a atual relação externa americana não tem caráter político-ideológico como ocorreu na Guerra Fria? Justifique.
d) Como a identidade e a unidade nacional americana podem ser um problema para o futuro dos Estados Unidos?
e) O que o autor quer dizer com a frase: "nunca se sabe o que pode surgir de um gigante em crise de identidade”.
f) Com base no texto e em sua opinião, os Estados Unidos podem estar vivendo o inicio de sua decadência? Justifique sua resposta. (o artigo no link abaixo pode ajudar na sua resposta)

 

LEIA MAIS!

http://revistas.ufpr.br/conjgloblal/article/download/34614/21442

 

              IND   DPL   GRU

       

 

   

  AT.: DOUTRINA DO CHOQUE (PARA 00/00)

O documentário "Doutrina do Choque" (2009), dirigido por M. Whitercross e roteiro de Naomi Klein, autora do livro homônimo, trata da trajetória do neoliberalismo no Ocidente desde o início dos anos 1970. Ao contrário do que muitos pensam, a atual fase neoliberal do capitalismo não começou com Reagan e Thatcher, senão com o golpe de Pinochet contra Salvador Allende. O 11 de setembro de 1973, no Chile, abriria então as portas da América Latina para os ensinamentos da Escola de Chicago. Liderados por Milton Friedman, os Chicago boys implantariam políticas econômicas radicais de abertura de mercados, desregulamentações, cortes de direitos sociais e trabalhistas e privatizações. O objetivo seria deixar a população e os movimentos sociais em estado de choque psicológico, desorientados e sem saber como reagir às imediatas mudanças econômicas.

Assista ao documentário e responda:

a) O que é neoliberalismo?

b) Segundo o documentário, o que é a "Doutrina do Choque"?

c) Qual o objetivo prático da "Doutrina do Choque"?

d) Qual a diferença entre os métodos da Doutrina do Choque aplicados no Chile e na Inglaterra?

e) Justifique a frase: "A memória coletiva é a única forma de defesa contra a Doutrina do Choque e o modelo neoliberal".

f) Quem ganha com o neoliberalismo?

g) O Brasil em sua atual conjuntura política e econômica estaria sob uma ação similar à "Doutrina de Choque" estudado no documentário? Justifique sua resposta ( os links abaixo podem ajuda-lo a formular sua opinião)

Leia Mais!

https://www.brasildefato.com.br/2016/06/01/democracia-brasileira-esta-sob-ataque-afirma-naomi-klein/

http://www.brasilwire.com/a-doutrina-do-choque-no-brasil/

http://outraspalavras.net/brasil/bela-recatada-e-do-lar/

http://revistacult.uol.com.br/home/2016/08/capitalismo-de-desastre-choque-e-anestesia-na-cultura-politica-do-brasil-atual/

              IND   DPL   GRU

       

 

   

AT.: hq 'subversivos' (para 00/00)

          O roteirista e desenhista André Diniz produziu uma série de HQ chamada "Subversivos", lançada em 1999, pela editora Nona Arte, que tinha o objetivo de oferecer ao leitor uma nova alternativa aos quadrinhos americanos, lançando somente material 100% nacional, uma iniciativa digna de elogios, que rendeu muitos frutos, como seu site, onde pode-se baixar várias HQs brasileiras. Os roteiros de Diniz são embasados em uma evidente pesquisa sobre a época e ganham um clima ainda mais especial no traço preciso de Laudo. Com um formato (14,5 x 23 cm) pouco menor que o americano, o papel e o acabamento impressionam pela alta qualidade apresentada para uma editora que estava apenas começando uma caminhada. Na época, a Nona Arte teve uma sacada muito interessante, de disponibilizar em seu site, na íntegra, o AI5 como material de suporte para a história. A tiragem de dois mil exemplares deve se esgotar em breve, a exemplo do que aconteceu com Fawcett. Atualmente, a Nona Arte tem em seu site uma série de outras histórias de Subversivos.

Imagine que a revista (nº1) acabou de ser lançada e você produzirá uma crítica jornalística sobre essa obra, discutindo a estética, o tema e sua possível repercussão para o debate atual na sociedade sobre a Ditadura e a instalação da "Comissão da Verdade".

Baixar Subversivos Nº1

              IND   DPL   GRU

       

 

   

 AT.: HARD TALK: FHC E LULA (PARA 00/00)

AssistirAssista as entrevistas de FHC e Lula no programa inglês Hard Talk transmitido pela BBC e faça um comentário sobre desempenho, principais ideias debatidas e, principalmente, a imagem que cada governo pode ter deixado para o público inglês.

              IND   DPL   GRU


 

   

 AT.: FILME: "VÁ E VEJA" (PARA 00/00)

Impressionante e rigoroso filme russo. É uma experiência de dor e perda, selvagem e lírico; um reflexão profunda sobre a origem da violência. O filme narra a história do jovem camponês Florya (Aleksei Kravchenko) que é cooptado por um despreparado grupo de guerrilheiros soviéticos antinazistas. Em confronto com os alemães, o garoto é deixado para trás e decide retornar ao seu vilarejo. Chegando lá depara-se com o desolador cenário de um massacre. Perturbado, ele passa a vagar sem rumo, presenciando cenas cada vez mais fortes.

A partir do filme, que reflexão podemos tecer a iminência de uma guerra contra a Síria?

              IND   DPL   GRU

       

 

   

AT.: RECUPERAÇÃO FINAL: questões gerais (para 00/00)

 

Responda as questões variadas dos temas selecionados para a Avaliação Final de Recuperação:

1) Eleja e discuta três conceitos fundamentais para entender a ideologia nazista.

2) Identifique duas semelhança e uma diferença entre o nazismo e o atual neonazismo.

3) Quem ganhou, quem perdeu, o que mudou e o que não mudou com o movimento de 1930?12)

4) Explique o que foi o Estado Novo.

5) As realizações de Juscelino Kubitschek – o presidente dos “cinquenta anos em cinco” – tiveram alguns custos sociais que até hoje afetam a nação brasileira, mas também trouxeram alguns benefícios. Mencione os principais pontos positivos e negativos da administração de JK.

6) O Governo de Jânio Quadros foi excêntrico, polêmico, impopular e breve. Justifique as afirmações.

7) "O confronto foi direto. O Paço Municipal transformou-se numa verdadeira praça de guerra. (...) Num dos momentos de calma, os metalúrgicos aproveitaram e escreveram com seus próprios corpos a palavra DEMOCRACIA, no chão do Paço de São Bernardo. Foi um recado ao país, para explicar o motivo da luta." (GRAMMONT, Júlio. Os subversivos de 1978, In: "Teoria & Debate", nº37. São Paulo, Fundação Perseu Abramo,1998. p.27.)

As greves organizadas pelos metalúrgicos do ABC paulista, ocorridas há 20 anos atrás, fizeram parte de um conjunto de lutas que visavam por fim às arbitrariedades do regime militar, instituído no Brasil após 1964.

a) Identifique dois aspectos da ditadura militar, evidenciando as medidas daquele governo, contra a democracia.
b) Cite duas lutas ou dois movimentos sociais de oposição à Ditadura.

8) Decretado em 13 de dezembro de 1968, o AI-5 inaugurou um momento político da ditadura militar no Brasil, que durou até meados da década de 1970. Sobre esse período da história política brasileira, responda o que se pede a seguir.

a) Cite duas disposições do AI-5 que favoreceram o recrudescimento da repressão política promovida pela ditadura militar.
b) Que tipo de Estado se consolida a partir do AI-5?
c) Que estratégia de luta ganhou mais intensidade nesse período?

              IND   DPL   GRU

       
     

VERHISTORIA 2017

© Todos Direitos Reservados